terça-feira, 17 de abril de 2012

Releitura em nanquim e aquarela de Jean-Baptiste-Siméon Chardin


Original de Jean-Baptiste-Siméon Chardin: “O Castelo de Cartas” – Óleo sobre tela – 82 cm x 66 cm – Ano de 1735
Releitura de Antonio Machado – Técnica mista (aquarela e nanquim) sobre papel montval – 32x24 – Ano de 2012

“... Chardin, um dos mais importantes pintores do barroco francês, foi consagrado em vida. Membro de academias, seu requintado trabalho era inovador e original. A influência da pintura de gênero holandesa do século XVII está presente em sua obra, adaptada à realidade francesa e focada nos costumes da burguesia ascendente. Sua obra realizada no séc.XVIII seguiu influenciando os artistas do século XIX, inclusive alguns impressionistas. É com muito prazer que faço esta releitura que combina estudo, arte e reverência a um dos maiores mestres da arte de todos os tempos...”

17 comentários:

  1. Cada postagem sua surpresa! E sempre que qualidade! A essência do ser Artista está toda neste blogue. Muito obrigado!

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante, Antonio. Me encanta sua version. Um abrazo.

    ResponderExcluir
  3. Caro Antonio,

    Muitas vezes penso que as pessoas que doam seu tempo no afã de ajudar na divulgação da cultura, via blogs, falam no deserto. Mas depois que vejo trabalho como o seu, esta releitura de Chardin, entre outros trabalhos pictóricos, vejo que posso estar enganado. Parabéns.

    Um abraço,
    Pedro.

    ResponderExcluir
  4. Hermoso, me encanta!!!!!

    Saludos. Laura.

    ResponderExcluir
  5. Perfetto Antonio, molto ben fatto !

    ResponderExcluir
  6. Belíssima releitura! Adoro histórias em quadrinhos e o nanquim sempre foi a minha tinta preferida. Na época em que eu arriscava desenhar alguma coisa.

    Grande abraço sr. Antônio!

    ResponderExcluir
  7. I have always liked the idea of re-reading the work of a Master like you have done. Like a Monet or similar.
    You do this so well! Maybe I should try :0)

    ResponderExcluir
  8. I really love this, Antonio. ... and the house of cards came tumbling down 50 years later. Each posting is a gem - this a special gem.

    ResponderExcluir
  9. Ficou lindo, parabéns!
    Abraço, Mari.

    ResponderExcluir
  10. O Pedro, acima, disse tudo em poucas palavras!
    Assino junto, Antonio. E o trabalho...belo!
    bjs
    Tais

    ResponderExcluir
  11. Uma releitura perfeita e um trabalho lindissimo!
    Quem espalha arte, cultura, literatura por estas auto estradas virtuais, penso que não é um trabalho em vão. Alguma coisa fica e tenho notado que as pessoas procuram agora mais os blogues com assuntos muito específicos.
    Abraço Graça

    ResponderExcluir
  12. A wonderful rereading of this work, so beautiful; you always delight me dear Antonio for I think your paintings are far more beautiful than the originals.
    Hugs
    xoxoxo ♡

    ResponderExcluir
  13. Querido amigo, belíssimo trabalho. Beijocas

    ResponderExcluir
  14. Bom dia Antonio!!
    Impressionante a sua releitura!!Parabéns, parabéns!!! com louvor.
    Acabei de voltar do Google para ler a biografia completa de
    Jean-Baptiste-Siméon Chardin.
    Li os comentários da Tais e do Pedro..
    Fico muito feliz quando consigo de alguma maneira "mostrar" que a arte ceramica existe.
    Esta semana uma amiga seguidora de Portugal disse que iniciará um curso de ceramica em setembro, influenciada pelas imagens que viu no meu blog.
    Se uma semente gera um fruto..ja esta mais que perfeito!!

    Um bom final de semana a Voce, a Loyde e a Todos do atelier!

    ResponderExcluir
  15. Antonio, que beleza esta releitura!
    deliciosa combinação de nanquim e aquarela!
    me agradam muito as cores, o desenho e principalmente a força que transmite! Um 'senhor trabalho' - maravilha!
    abraços

    ResponderExcluir

Google+