domingo, 22 de abril de 2012

Grafite e aquarela - releitura de Vermeer

"...o interessante na releitura, diferente do que ocorre na cópia, é que 'fica igual' sendo diferente. Ontem pela manhã eu me propus a pintar alguma coisa, pintar com óleo, atendendo a sugestão de Loyde - a musa do atelier - mas na hora não me senti disposto e resolvi estudar:  fazer uns desenhos ou pintar uma aquarela. Foi o que fiz, peguei alguns materiais, um livro, e parti para o 'nada'! Isso mesmo, não havia inspiração! A falta de inspiração não resiste a uma boa sessão de trabalho. Comecei, e logo um jorro de ânimo surgiu. Peguei o livro e deparei com a 'moça do brinco de pérola' na capa. Não precisei nem abrir, estava ali o motivo, a me olhar com aquele encanto misterioso! Peguei uma lapiseira com grafite número sei lá e iniciei um esboço, um retrato inspirado no original, suficientemente parecido para qualquer um saber do que se tratava, porém mais agradável de se realizar - fazer cópias é muito chato, e o pior, inexpressivo! Após o rápido traçado usei um pincel de pelo de Marta e aquarela Van Gogh ( que maravilha de material ) - umas velhas pastilhinhas de tinta que não acabam nunca e que produzem um colorido e uma transparência excelentes. Durante o trabalho, que não demorou muito, eu me detive na apreciação dessa obra prima do mestre holandês - que expressividade, que colorido, que desenho, que modernidade! Vermeer sofreu em vida -  o artista não esteve de acordo com a obra, a parte comercial não foi um sucesso e no final vieram a pobreza e o esquecimento! Mas a história fez justiça - a que tarda mas não falha - duzentos anos depois de sua morte, ele foi redescoberto. Na segunda metade do séc. XIX, com o advento do impressionismo, Vermeer e sua magnífica obra chamaram a atenção de um crítico e de alguns artistas que o identificam com o movimento - de certo modo ele era impressionista! Isso mesmo, e não só Vermeer fôra um antecipador do modernismo, do impressionismo, Rembrandt também o fôra, Velázquez, Franz Hals, Ticiano, todos esses anteciparam em séculos o que viria depois. Aliás não há rupturas abruptas na história, os movimentos revolucionários são a ponta dos Icebergs, antes deles quase tudo estava pronto ou esboçado! Outra conclusão se pode tirar: em arte não existe o novo e o velho, tudo é atual, desde que seja bom, desde que seja arte..."
Original - óleo sobre tela  de Johannes Vermeer - 44,5x39 - ano de 1666 ( a data é imprecisa, 1665/1666, o título atribuído é "Moça com brinco de pérola" ou "Rapariga com brinco de pérola", também é chamada de "A Mona Lisa holandesa")
Releitura em grafite e aquarela sobre papel Montval - 22x16 - ano de 2012 - coleção Siegfrido Vaccaro
- Fotografado com luz quente

14 comentários:

  1. Quem sou eu para comentar este lindo trabalho?
    Só posso dizer? lindo, lindo!!
    Divino...
    Parabéns!!

    Uma semana de paz e inspiração a todo nós!!

    ResponderExcluir
  2. Mona Lisa holandesa!

    Magnífico sr. Antônio!

    Vou seguir sua "receita" e trabalhar, pra ver se a inspiração chega. Final de Domingo é sempre um problema...

    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Ficou linda esta outra moça do brinco de pérola! O fantástico é que sabemos que é a mesma, trabalhada diferentemente, aí está a beleza. Se fosse cópia não teria valor nenhum.
    Vermeer é fantástico.
    Mandou bem, Antonio, com muita classe!
    Beijos ao atelier, espero que a musa tenha acordado... (risos)
    Tais

    ResponderExcluir
  4. Stupendo Antonio....una luce magnifica ! Abbraccio e buon inizio di settimana .

    ResponderExcluir
  5. what a wonderful thought, Antonio, "in art everything is present". you and vermeer are reaching hands out to each other, and creating a wonderful "present" (there is an english pun here) for us. thank you ! Robert

    ResponderExcluir
  6. Fantástico, Antônio!
    Uma ótima aula de arte, acompanhada de um trabalho magnífico. Adorei a luminosidade.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  7. Mucha luz y una dulce mirada, me gusta mucho.
    Un abrazo

    ResponderExcluir
  8. Se quando se está sem inspiração, acontece assim,imagino quando a inspiração tiver total, hehe, o artista agradece quando o material é de qualidade, quantas possibilidades...é uma grande alegria mesmo, uma bênção mesmo, seu texto é muito lindo, e a releitura é fabulosa,fiquei hipnotizada olhando, obrigada pela aula, uma linda semana, abraço!

    ResponderExcluir
  9. Uma vez mais um Belo Trabalho
    Muitas & Boas Criações

    ResponderExcluir
  10. Vermeer's girl with pearl earring is timeless. I love your version of this painting :)

    ResponderExcluir
  11. Linda releitura!!!
    Beijos, amigo!

    ResponderExcluir
  12. Meu foco é o de alguém totalmente leigo, que se deixa levar, simplesmente, pelo que o atrai, sem a perícia que envolve todos os trabalhos criativos da natureza. E me encanto com as suas obras. Está lindo!
    Bjs.

    ResponderExcluir

Google+